blog

Alergia Alimentar e Intolerância Alimentar

 

ALERGIA ALIMENTAR

Alergia Alimentar (AA) é uma reação do sistema imunológico, sistema de defesa do organismo, as proteínas dos alimentos. Mesmo uma pequena quantidade de alimento pode causar alergia em algumas pessoas e desencadear sintomas que costumam variar de gravidade, desde sintomas cutâneos, gastrointestinais, respiratórios, até a uma reação mais severa que é a anafilaxia, levando à dificuldade respiratória, tonturas e perda de consciência que, se não forem tratadas imediatamente, pode ser fatal.

Os alimentos mais alergênicos são: leite de vaca, soja, ovo, trigo, peixe, frutos do mar, amendoim e castanhas.

A Alergia a Proteína do Leite (APLV) é o tipo mais comum de alergia alimentar em crianças e pode ser divididas em três tipos:

 

  • IgE mediada – reações imediatas, aparecem de segundos até horas após a ingestão do leite.
  • Não IgE mediada – reações tardias, podem aparecer horas ou até dias após a ingestão do leite.
  • Mistas – podem surgir reações imediatas e tardias após a ingestão do leite.

 

– a influência genética, pois essas manifestações são mais comuns em pessoas que têm membros da família com alergias, sugerindo que tenha um fator hereditário envolvido.Entre os fatores associados ao surgimento das alergias podemos salientar:

– o aumento da higiene, já que com os hábitos de limpeza, as vacinas e os antibióticos, as pessoas não são tão expostas a infecções e isso pode causar alterações no sistema imunológico e consequentemente as chances aumentam de desenvolver alergias alimentares.

– o contato precoce com leite de vaca, pois os órgãos do sistema digestivo do bebê ainda estão terminando de se formar e o mesmo terá dificuldade de digeri-lo.

O diagnóstico das alergias alimentares deve ser realizado pelo médico através do histórico clinico do paciente, usando exames de sangue e testes cutâneos para confirmar o tipo de alergia.

INTOLERÂNCIA ALIMENTAR

Já a Intolerância Alimentar é o termo utilizado para designar uma dificuldade do organismo em digerir e absorver determinado alimento. A Intolerância alimentar geralmente é causada pela deficiência ou ausência de alguma enzima digestiva. E as causas podem estar relacionadas a doenças inflamatórias do intestino ou após um quadro de diarreia prolongado causado por intoxicações alimentares, viroses ou reações a medicamentos. Os sintomas mais comuns são gases, diarreia, constipação, eczema ou dor articular. Embora as reações não sejam fatais, podem causar muito desconforto ao Intolerante.

As intolerâncias mais comuns são à lactose e ao glúten.

  • Intolerância à Lactose: A lactose é açúcar do leite, quando consumimos alimentos com lactose, esse açúcar é digerido por uma enzima chamada lactase, para então ser absorvida. No intolerante, há uma diminuição ou ausência desta enzima, o que causa desconforto.
  • Intolerância ao Glúten ou Sensibilidade ao Glúten não-celíaca: é a incapacidade de digestão do glúten, que é uma proteína presente no trigo, centeio, cevada e aveia. Nestas pessoas o glúten agride as paredes do intestino delgado, provocando desconforto.

O diagnóstico das intolerâncias alimentares deve ser realizado pelo médico através do histórico clinico do paciente, usando exames de sangue para confirmar o tipo de intolerância.

 

Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 2 =

© 2018 - Laboratório Merisio